Gestão

Empresa familiar: saiba como lidar com os principais desafios!

A maioria das empresas que encontramos ao redor do mundo surgiu com a formação familiar. Afinal, esse é um modelo de negócio que existe há anos. E no Brasil não é diferente, onde os fluxos migratórios do século XX tem grande influência no surgimento das empresas familiares.

Sabemos que não é fácil separar a relação afetiva da profissional. Pode-se dizer, inclusive, que esse é o maior desafio neste modelo de empresa, já que este tipo de vínculo entre parentes e área profissional pesa muito nas tomadas de decisão.

Por isso, temos que saber lidar com alguns desafios diferentes que aparecem em uma empresa familiar. Neste post apresentamos algumas dicas que vão ajudar você! Acompanhe!

Quais são os principais desafios?

Por ser um modelo de sociedade que inclui laços afetivos, a gestão desse tipo de empresa é um pouco diferente. No país, mais de 90% dos negócios são familiares e apenas 30, de 100, sobrevivem à primeira sucessão.

Os principais desafios enfrentados por empresa familiar são:

  • Conflitos de interesse no poder;
  • Não separar assuntos do trabalho de assuntos familiares;
  • Suceder a empresa para os herdeiros.

E como agir para alcançar os melhores resultados?

O primeiro passo é resolver os desafios citados anteriormente e outros que surgirem ao longo do percurso. Para isso, focar na resolução desses problemas é o caminho para alcançar os melhores resultados. Vamos para as dicas?

Gestão eficiente de fluxo de caixa

Um fluxo de caixa eficiente é a base para o andamento dos negócios da empresa, pois saber o que é movimentado e fazer o acompanhamento das finanças ajuda o gestor a entender onde fazer investimentos, em que parte do processo o dinheiro não está rendendo e também o momento ideal para segurar os gastos.

Para isso, adotar tecnologias e metodologias que são reconhecidas no mercado é importante para a boa gestão. Algumas medidas podem ser seguidas, por exemplo:

  • acompanhar todos os meses as movimentações e observar as oscilações de cada mês;
  • manter dinheiro em caixa para segurar as contas em períodos de não recebimento, e;
  • ter um sistema detalhado para controle dos ganhos e também das despesas.

Resolução dos conflitos de interesse no poder da empresa

Esses conflitos podem acontecer por lidar com diferentes perfis, o que é normal em qualquer empresa. Quando são parentes, porém, acreditam que não há limites e que a relação profissional é uma extensão da familiar. Por isso estabeleça mecanismos — regras claras, reuniões familiares fora da empresa e até terapia — para evita-los e não colocar em risco o futuro da organização.

Separação dos assuntos familiares e profissionais

As relações familiares podem ajudar a organização sem prejudicar. O ideal é ser objetivo e identificar o potencial de cada um nos conhecimentos em gestão organizacional. Mas, lembre-se: tome cuidado para que a partir dessa divisão não surjam conflitos.

Quais são as vantagens e desvantagens de uma empresa familiar?

Óbvio que existem vantagens e desvantagens, como qualquer outro tipo de negócio. Como até agora citamos apenas os desafios a serem encarados, abaixo listamos vantagens e também desvantagens de uma empresa familiar:

Vantagens

  • Confiança entre a diretoria e sócios;
  • cultura organizacional bem definida;
  • maior envolvimento com colaboradores;
  • objetivo no fortalecimento de marca e desempenho no longo prazo.

Desvantagens

  • Centralização de decisões em uma única pessoa;
  • falta de crescimento profissional;
  • falta de processo de sucessão;
  • processos decentralizados e desorganizados.

São muitos os desafios quando falamos de empresa familiar. Neste post, apresentamos alguns deles, além das vantagens e desvantagens que vão ajudar você a compreender melhor e também a estruturar a gestão.

Se você quer saber como organizar seu negócio para que ele prospere, confira este outro artigo: organizar para crescer. Até próxima!

Facebooklinkedin